segunda-feira, 16 de maio de 2022
  • Brasil&Mundo
  • Condenado por estupro, Robinho aceita pagar indenização imposta pela justiça italiana

Condenado por estupro, Robinho aceita pagar indenização imposta pela justiça italiana

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Atacante não irá entrar com ação para evitar pagamento do valor estipulado no processo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Condenado  em última instância a nove anos de prisão por estupro cometido em 2013, Robinho, através de decisão da justiça italiana, irá indenizar a vítima do seu crime. Dessa forma, o atleta precisará pagar 60 mil euros (372 mil) como parte da sentença decretada pela  Corte de Cassação de Roma. Sendo assim, mesmo com a possível exigência que a albanesa violentada em grupo entrasse com um processo civil no Brasil, o atacante comunicou que irá cumprir com o veredito.

Presente na Itália, o repórter Marcelo Courrege, da Globo, revelou que os advogados de Robinho não se pronunciaram após o julgamento. Além disso, a vítima do estupro segue com seu nome mantido em sigilo para evitar maiores transtornos relacionados ao caso.

“Os advogados do Robinho, depois do recurso ser negado, não falaram. A informação que temos, através do advogado da vítima, que falou com a imprensa, é que o Robinho aceitou pagar a indenização de 60 mil euros. A vítima não quis falar com a imprensa, não terá seu nome revelado porque assim quis desde o início do processo“, disse o repórter.

Em 2020, Robinho, que teve seu contrato com o Santos suspenso, negou que estivesse presente no momento em que a jovem foi violentada. Sendo assim, de acordo com seu relato, os amigos que cometeram o ato relataram o fato no dia seguinte, algo que não coincide com os áudios vindos de interceptações telefônicas realizadas longo da investigação: “Estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu”, relatou o jogador.

Veja abaixo sua versão:

“Meus amigos me contaram no outro dia que, com consentimento da garota, ficaram com ela, se relacionaram sexualmente porque ela quis. E que eles saíram daquela discoteca junto com a mesma garota e foram para outra discoteca. Foi o que eles me falaram“, afirmou.

Fonte: MSN

Últimas notícias