quarta-feira, 22 de setembro de 2021
  • LEIA MAIS
  • Política
  • Ishy cobra explicações do Estado sobre patrulhas mecanizadas para Dourados

Ishy cobra explicações do Estado sobre patrulhas mecanizadas para Dourados

Vereador tem desenvolvido um importante papel no fomento à agricultura familiar na região da Grande Dourados

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Elias Ishy é presidente da Comissão de Agricultura da Câmara de Dourados (Foto: Assessoria)

O vereador Elias Ishy (PT) encaminhou um requerimento cobrando explicações do Governo do Estado referentes às possíveis entregas de patrulhas mecanizadas para Dourados. O documento foi protocolado na última sessão, realizada no dia 26 de julho, com cópia ainda a Agraer – Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural.

Segundo explica, o município foi contemplado com emendas parlamentares do deputado federal, Vander Loubet e da deputada federal, Tereza Cristina, destinando duas patrulhas para atendimento a agricultura familiar e agroecológica a Agrovargas – Associação dos Agricultores Familiares da Vila Vargas e Região e ainda a Associação Rural Quilombola Dezidério Felipe de Oliveira. “Os dois grupos são extremamente importantes, pois contribuem para a produção de alimentos saudáveis e para o fortalecimento da soberania alimentar da nossa região”, afirmou Ishy.

O vereador questiona em qual estágio está a execução orçamentária referente às emendas citadas, qual a previsão de entrega desses equipamentos e implementos agrícolas às entidades beneficiadas e quais ações de apoio à agroecologia o Governo do Estado e Agraer estão implementando ou estão previstas até 2022.

Ishy é presidente da Comissão de Agricultura da Câmara e tem desenvolvido um importante papel no fomento à agricultura familiar. Ele é articulador de uma obra que vai impactar toda a região, que é a  Cidagri (Cidade Regional Agroecológica Integrada), que também recebe o empenho do deputado Loubet, além do Poder Executivo, da Universidade e dos produtores, por meio da APOMS (Associação dos Produtores de Orgânicos do MS).

Fonte: Assessoria

Últimas notícias