quarta-feira, 4 de agosto de 2021
  • LEIA MAIS
  • Política
  • Neno Razuk reitera pedido para que bancários sejam incluídos em lista prioritária de vacinação contra Covid

Neno Razuk reitera pedido para que bancários sejam incluídos em lista prioritária de vacinação contra Covid

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Deputado: Foto: Luciana Nassar

O deputado estadual Neno Razuk (PTB) apresentou nova solicitação a Secretaria Estadual de Saúde e ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para que os bancários sejam incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a covid-19, considerando a importância da categoria, que não parou de trabalhar um dia sequer desde o início da pandemia.

“Em conversa com o Sindicato dos Bancários de Dourados e região e também com o Sindicato dos Bancários de Campo Grande foi feito esse pedido. É um serviço essencial, e ainda assim, os trabalhadores do setor não foram incluídos na lista de grupos a serem vacinados com prioridade. E não é preciso um estudo maior para justificar essa necessidade, basta olhar as filas nas unidades para já termos uma ideia da gravidade do quadro”, alertou Neno Razuk sobre a solicitação apresentada por representantes da categoria.

Os dados são alarmantes. “Muitos morreram pela doença e as agências continuam atendendo, inclusive nos piores momentos da pandemia, nada mais justo que seja dada a prioridade diante da necessidade de proteção dos trabalhadores bancários e correlatos, para se ter uma ideia, hoje um crescimento de desligamento por mortes na categoria”.

Levantamento assustador

De acordo com levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), entre o primeiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021, que compreende o período da pandemia, o número de desligamentos por mortes na categoria bancária teve crescimento de 176,4%. Esse crescimento provavelmente se deu por conta da Covid-19, apesar de que o Caged não informa a causa do óbito.

“Defendemos a vacinação em massa, para todos, mas lembramos que assim como outras categorias que trabalham direto com o público, prestando serviço considerado essencial, os bancários também precisam estar imunizados para poder trabalhar com maior segurança, já que a exposição dos trabalhadores resultou em grande número de infecções por Covid-19. Mesmo nos períodos de lockdown as agências bancárias disponibilizam funcionários para trabalhar no autoatendimento, sendo responsáveis pela organização das filas, contato direto com as pessoas, por mais que tenham sido tomadas medidas para diminuir o número de clientes nos bancos”, afirmou o parlamentar.

 

Fonte: Assessoria
 

Últimas notícias